Você está aqui: Página Inicial > Contents > Menu > Institucional > Artigos e Críticas
conteúdo

Artigos e Críticas

por Pinacoteca publicado 27/10/2020 23h06, última modificação 07/11/2020 18h05
Artigos com citações sobre a Pinacoteca
Anpap - Pinacoteca UFPB: Impacto de um acervo universitário - Robson Xavier por Pinacoteca — última modificação 27/10/2020 23h04

RESUMO Esta investigação objetivou avaliar o impacto do acervo da Pinacoteca junto à comunidade universitária da UFPB, a partir do uso da metodologia qualitativa, com aplicação de questionários junto ao público adulto frequentador da Biblioteca Central da UFPB. A pesquisa foi desenvolvida entre Março e Julho de 2016, com apoio do Grupo de Pesquisa em Arte, Museus e Inclusão (GPAMI). Os resultados desta pesquisa mostraram que 80% entre os Estudantes e Servidores que frequentaram regularmente a Biblioteca Central da UFPB nos meses e no ano citados, desconhecem a existência da Pinacoteca. 10% afirmou que costuma visitar as exposições, mas achavam que eram produções da Biblioteca Central, os outros 10% afirmaram que ouviram falar recentemente da Pinacoteca, a partir de divulgações feitas no site oficial da UFPB.

Pinacoteca da Universidade Federal da Paraíba: Organização e difusão através da extensão universitária - Francisco Sávio por Pinacoteca — última modificação 30/10/2020 16h26

Resumo: O presente trabalho tem a função de relatar a atividade técnica metodológica de organização da documentação da Pinacoteca da Universidade Federal da Paraíba – UFPB, processo este realizado por meio de um projeto de extensão, intitulado Organização Acervo Pinacoteca UFPB, financiado através do Edital UFPB no seu município, durante o ano de 2017. Em um trabalho interdisciplinar, utilizando as técnicas apropriadas da Museologia, pretende garantir o acesso às informações que possibilitam a geração de conhecimento cultural para a comunidade, promovendo a troca de saberes com a atividade pedagógica, ao realizar a higienização e catalogação do acervo, com a preocupação em atender as necessidades da sociedade no âmbito da democratização da informação, contribuindo para a divulgação, a partir da confecção dos instrumentos de pesquisa/descrição, no uso e acesso às informações disponíveis no acervo, com a intenção de contribuir para a preservação da memória e da história deste núcleo na instituição, e ainda, a realização de atividades específicas na área de documentação museológica, como também dar suporte para ações de difusão cultural. Fundamentado a partir do eixo estrutural da universidade no Brasil, ensino, pesquisa e extensão, podemos afirmar que este projeto transita por estes três segmentos. Primeiro; os bolsistas aplicam os conhecimentos adquiridos em sala de aula, aliando teoria e prática; segundo, com a realização do projeto, a organização e difusão de um rico acervo disponível à comunidade acadêmica e por fim, a extensão; que proporciona a interação da universidade com a sociedade. A organização deste acervo é o primeiro passo que se dá para aumentar a acessibilidade a estas coleções que contam parte da história da arte na Paraíba e no Brasil.

Hermano José: O percurso de um artista em prol a natureza - Wilton Terto, Marisa Rodrigues e Maycon Albuquerque por Pinacoteca — última modificação 30/10/2020 16h31

Resumo: O estudo analisa a documentação e a trajetória pessoal e artística do pintor Hermano José, visando compreender sua atuação no cenário artístico, sua militância ecológica e sua atividade como docente no Departamento de Artes da Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Abrange sua mudança para a cidade do Rio de Janeiro, onde frequenta Oficina de Pintura no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro — MAM RJ, sua iniciação nos estudos de gravura, no Liceu de Artes e Ofícios RJ, seu aperfeiçoamento no curso de Pintura no MAM RJ, sua experiência como aluno bolsista na Oficina de Gravura do MAM RJ, em 1959. Seu esforço nas tentativas para implantação do Projeto do Parque Nacional do Cabo Branco. Sua busca na criação de um museu de arte na cidade de João Pessoa, que se concretiza com a criação da Pinacoteca da UFPB, no ano de 1987 e com a doação de toda a sua coleção: objetos de arte, livros, discos, suas pinturas, gravuras, desenhos para a UFPB e posteriormente a criação do Museu Casa de Cultura Hermano José, em 2017. Aborda também sua relação com as instituições de arte da cidade de João Pessoa, a partir dessa perspectiva buscamos compreender o seu papel na preservação do patrimônio histórico material e imaterial, assim como sua contribuição para as artes plásticas no estado da Paraíba. Como aporte metodológico propomos um estudo exploratório de caráter qualitativo, baseado em pesquisa bibliográfica e em entrevistas veiculadas em jornais e sites, assim como análise de documentação das obras que integram a coleção Hermano José, na UFPB, sendo esta última a principal fonte de pesquisa.

A Museologia na Universidade Federal da Paraíba - Luciana Ferreira da Costa por Pinacoteca — última modificação 07/11/2020 17h38

Resumo: Este ensaio tem o propósito de descortinar a área da Museologia da Universidade Federal da Paraíba. Desde o ano de 1987, quando foi fundada a Pinacoteca da Universidade Federal da Paraíba, a universidade vem evoluindo historicamente sua tradição nos campos dos estudos, pesquisa, extensão e promoção de atividades artístico-culturais relacionados à área da Museologia, contando ainda com a criação e manutenção de diversos outros espaços museológicos. Apesar de não possuir um curso de graduação em Museologia, fica claro que a área da Museologia tem tradição diante das diversas atividades desenvolvidas na Universidade Federal da Paraíba, principalmente a partir da Ciência da Informação, através dos Cursos de Graduação em Biblioteconomia e em Arquivologia e do seu Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, referente às relações pragmático-epistemológicas destas áreas. Destacam-se a presença atuante dos três grupos de pesquisa em Museologia da Universidade Federal da Paraíba com a promoção de ações de caráter internacional, articulando a universidade à sociedade para além do Estado da Paraíba e do Brasil.

Cultura e Universidade: Panorama das Políticas e da Gestão Cultural nas IES Públicas da Paraíba - Souza Alexandre por Pinacoteca — última modificação 07/11/2020 17h57

Resumo: O artigo realiza um panorama das políticas e das gestões culturais das Instituições de Ensino Superior (IES) públicas da Paraíba, sendo elas a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) e a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). A partir da análise institucional e do relato de seus autores - todos eles envolvidos diretamente com a gestão cultural das suas instituições -, busca-se refletir os desafios para o amadurecimento do campo cultural nas gestões universitárias e o aprofundamento da institucionalidade, ainda que meio ao contexto de ataque às políticas culturais em nível federal.