Você está aqui: Página Inicial
conteúdo
3 itens atendem ao seu critério.
Filtrar os resultados
Tipo de item






Notícias desde



Ordenar por relevância · data (mais recente primeiro) · alfabeticamente
Notícia Projeto Campesinato em Movimento apresenta seus resultados no ENEX/IFPB 2017
por Perazzo Freire publicado 30/08/2017 última modificação 01/09/2017 23h51 — registrado em: , , , , ,
O Encontro de Extensão, promovido pelo Instituto Federal da Paraíba, aconteceu do dia 23 a 25 de agosto.
Localizado em Contents / Notícias
Arquivo PDF document CERTIFICAÇÃO PARTICIPATIVA E AGROECOLOGIA: PROCESSOS DE ORGANIZAÇÃO E RESISTÊNCIA CAMPONESA NA MATA PARAIBANA
por Mariana Borba de Oliveira última modificação 28/11/2016 13h14 — registrado em: , , , ,
Publicado na AGRÁRIA, São Paulo, No. 16, pp. 35-62, 2012. Resumo: A temática deste artigo trata da resistência do campesinato paraibano à agricultura capitalista. Interpretamos uma organização camponesa cuja produção é de base agroecológica e a comercialização dos produtos, realizada diretamente com o consumidor, como uma forte estratégia que permite a (re) construção das bases da produção camponesa, e norteia o paradigma do desenvolvimento local sustentável. A experiência estudada é a Feira Agroecológica que acontece em João Pessoa (PB), no campus I da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), e que comercializa produtos de quatro assentamentos rurais localizados na Várzea do rio Paraíba (nos municípios de Cruz do Espírito Santo, Sapé e Sobrado), e um assentamento rural localizado no litoral sul da Paraíba (município do Conde). Investigamos a hipótese do projeto da Feira ser fortalecido por uma certificação participativa da produção. A pesquisa comprova o fortalecimento do projeto através da certificação, cuja metodologia foi construída a partir de um processo participativo de controle da produção que envolve produtores, consumidores, técnicos, poder público e sociedade civil.
Localizado em Contents / / Publicações / Artigos
Arquivo PDF document ASSENTAMENTO APASA – PB A AGROECOLOGIA NA CONSTRUÇÃO DE NOVAS TERRITORIALIDADES
por Aline Barboza de Lima última modificação 18/01/2017 01h34 — registrado em: , , , ,
Dissertação apresentada como requisito para obtenção do título de Mestre em Geografia, na Universidade Federal da Paraíba, área de concentração Território, Trabalho e Ambiente. Resumo: O presente trabalho versa sobre a constituição de novas territorialidades a partir da agroecologia, tomando como objeto de estudo o assentamento APASA, localizado no município de Pitimbu, estado da Paraíba. Nesse estudo, analisamos as práticas agroecológicas desenvolvidas por um grupo de camponeses do referido assentamento, que integram um projeto denominado Feira Agroecológica Paraibana, uma feira de produtores onde são comercializados alimentos agroecológicos na cidade de João Pessoa, capital paraibana. Buscamos nesse estudo, compreender a relação sociedade e natureza oriunda dessa experiência, bem como a relação campo-cidade resultante dessa dinâmica. A análise qualitativa alicerçou a construção metodológica dessa pesquisa, através do diálogo entre teoria e prática. Dos diversos procedimentos metodológicos, destacamos o trabalho de campo como uma das principais ferramentas para as reflexões aqui desenvolvidas. Sob o ângulo da Geografia, as categorias de análise território, lugar e rede colaboraram significativamente com as análises realizadas, onde procuramos estabelecer um diálogo com outras ciências, sobretudo com a História, a Sociologia e a Antropologia. As reflexões desenvolvidas neste trabalho visam contribuir com a Geografia Agrária, no âmbito das discussões acerca da luta camponesa pela terra e da soberania alimentar.
Localizado em Contents / / Publicações / Dissertações