Você está aqui: Página Inicial > Contents > Menu > PPGCI - UFPB > Matriz Curricular

Matriz Curricular

por danielrocha publicado 05/01/2016 11h14, última modificação 09/03/2017 15h53

ESTRUTURA ACADÊMICA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DAINFORMAÇÃO, EM NÍVEIS DE MESTRADO E DOUTORADO DOCENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS.

 Os componentes curriculares do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência da Informação, níveis de Mestrado e Doutorado, compreendendo disciplinas e atividades acadêmicas, serão executadas de acordo com o estabelecido no Artigo 51 do Regulamento do PPGCI, Anexo I da Resolução Nº _______ do CONSEPE.

 I. COMPONENTES CURRICULARES INTEGRANTES DA ESTRUTURA ACADÊMICA


A - DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS PARA O CURSO DE MESTRADO

Os mestrandos do PPGCI, independente da Linha de Pesquisa a qual estão vinculados, serão obrigados a cursar as três disciplinas do Quadro A.

Quadro A – Disciplinas Obrigatórias

Nº IDENTIFICAÇÃO DAS DISCIPLINAS NÚMERO DE CRÉDITOS CARGA HORÁRIA (* *) DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL (*) DISCIPLINA TEÓRICA PRÁTICA
1 4 60 DCI Fundamentos Teóricos da Ciência da Informação
2 4 60 DCI Metodologia da Pesquisa em CI
3 3 45 DCI Informação, Memória e Sociedade
4 3 45 DCI Organização Acesso e Uso da Informação,
5 3 45 DCI Ética, Gestão e Políticas de informação

  (*) DCI – Departamento de Ciência da informação.

(**) 1 crédito teórico equivale a 15 horas-aula e 1 crédito prático a 30 horas-aula.

 

B - DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS PARA O CURSO DE DOUTORADO

Os doutorandos do PPGCI, independente da Linha de Pesquisa a qual estão vinculados, serão obrigados a cursar duas disciplinas do Quadro B.

Quadro B – Disciplinas Obrigatórias

Nº IDENTIFICAÇÃO DAS DISCIPLINAS NÚMERO DE CRÉDITOS CARGA HORÁRIA (* *) DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL (*) DISCIPLINA TEÓRICA PRÁTICA
1 4 60 DCI Fundamentos Teóricos da Ciência da Informação
2 3 45 DCI Informação, Memória e Sociedade
3 3 45 DCI Organização Acesso e Uso da Informação,
4 3 45 DCI Ética, Gestão e Políticas de informação


C - DISCIPLINAS OBRIGATÓRIA POR LINHA DE PESQUISA PARA CURSO DE MESTRADO E DOUTORADO

Quadro C – Disciplinas Obrigatórias por Linha de Pesquisa

Nº IDENTIFICAÇÃO DAS DISCIPLINAS NÚMERO DE CRÉDITOS CARGA HORÁRIA (* *) DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL (*) DISCIPLINA TEÓRICA PRÁTICA
1 3 45 DCI Informação, Memória e Sociedade
2 3 45 DCI Organização Acesso e Uso da Informação
3 3 45 DCI Ética, Gestão e Políticas de informação


D – DISCIPLINAS OPTATIVAS COMUNS AOS CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO

Os mestrandos e doutorandos do PPGCI, independente da Linha de Pesquisa a qual estão vinculados, poderão optar por disciplinas do Quadro D, desde que autorizados pelo orientador.

Quadro D – Disciplinas Optativas Comuns aos Cursos de Mestrado e Doutorado

Nº IDENTIFICAÇÃO DAS DISCIPLINAS NÚMERO DE CRÉDITOS CARGA HORÁRIA (* *) DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL (*) DISCIPLINA TEÓRICA PRÁTICA
1 3 45 DCI Abordagem Cognitiva da Ciência da Informação
2 3 45 DCI Arquitetura da Informação
3 3 45 DCI Arquitetura da Informação Pervasiva
4 3 45 DCI Big Data e a Sociedade da Informação
5 3 45 DCI Competências em informação na sociedade em rede
6 3 45 DCI Comunicação Científica
7 3 45 DCI Comunicação da Informação na Sociedade em Rede
8 3 45 DCI Criação e Ampliação do Conhecimento
9 3 45 DCI Cultura Informacional
10 3 45 DCI Economia da Informação
11 3 45 DCI Epistemologia da Ciência da Informação
12 3 45 DCI E-science no Âmbito da Ciência da Informação
13 3 45 DCI Ética e Responsabilidade Social
14 3 45 DCI Gestão: Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional
15 3 45 DCI Gestão Estratégica da Informação
16 3 45 DCI Gestão da Segurança da Informação
17 3 45 DCI Informação, Cognição e Conhecimento
18 3 45 DCI Informação, Conhecimento e Sociedade
19 3 45 DCI Informação e Cultura
20 3 45 DCI Informação Imagética: Abordagens e Percursos
21 3 45 DCI Informação e Inclusão Social
22 3 45 DCI Informação, Memória e Identidade
23 3 45 DCI Informação e Patrimônio
24 3 45 DCI Informação e Propriedade Intelectual
25 3 45 DCI Interação Humano-Computador
26 3 45 DCI Métricas em Ciência da Informação
27 3 45 DCI Políticas de Informação
28 3 45 DCI Preservação da Informação Digital
29 3 45 DCI Recuperação da Informação
30 3 45 DCI Redes Sociais
31 3 45 DCI Redes Sociais na Comunicação Científica
32 3 45 DCI Representação da Informação e do Conhecimento
33 3 45 DCI Representação do Conhecimento e Ontologias
34 3 45 DCI Signo, Significado e Informação
35 3 45 DCI Sociologia da Informação
36 3 45 DCI Tecnologia da Informação e Comunicação
37 3 45 DCI Tecnologia da Informação na CI
38 3 45 DCI Usuário da Informação
39 4 60 DCI Tópicos Especiais I (* * * *)
40 3 45 DCI Tópicos Especiais II (* * * *)
41 3 45 DCI Tópicos Especiais III (* * * *)
42 2 30 DCI Tópicos Especiais IV (* * * *)
43 2 30 DCI Tópicos Especiais V (* * * *)

(*) DCI – Departamento de Ciência da informação.

(**) 1 crédito teórico equivale a 15 horas-aula e 1 crédito prático a 30 horas-aula.

(* * * *) Tópicos especiais: Disciplinas com conteúdo variável, propostas pelos docentes e aprovadas pelo colegiado do programa no semestre anterior à sua oferta aos discentes.

II - EMENTÁRIO DOS COMPONENTES CURRICULARES INTEGRANTES DAESTRUTURA ACADÊMICA

 A - DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS

 1.Fundamentos Teóricos da Ciência da Informação (Mestrado e Doutorado)

Ciência: abordagem histórico-conceitual. Historiografia da Ciência da Informação. Propriedades e comportamento da informação. Natureza interdisciplinar da Ciência da Informação e seus desdobramentos multidisciplinares. A dimensão tecnológica e social da Ciência da Informação. A Pós-modernidade da Ciência da Informação: paradigma dominante e paradigma emergente.

2. Metodologia da Pesquisa em CI (Mestrado e Doutorado)

Pressupostos teóricos e filosóficos da pesquisa científica. Principais correntes de pensamento, tendências e evolução do conhecimento na ciência da informação.

 3. Informação, Memória e Sociedade (Mestrado e Doutorado – Linha 1)

Análise das mudanças socioculturais na sociedade contemporânea, aplicação da metáfora da liquidez no contexto da informação e memória, estudo das relações entre Informação, Memória e identidade, compreensão das instituições memória no contexto da sociedade líquida. Estudar a função social do documento; da memória e da informação no contexto liquido. 

4.Organização, Acesso e Usoda Informação, (Mestrado e Doutorado – Linha 2)

As estruturas e métodos de organização da informação. Formas e estratégias de acesso e recuperação da informação. Uso e socialização da informação.

 5. Ética, Gestão e Políticas deInformação (Mestrado e Doutorado – Linha 3)

Princípios filosóficos da ética. A conceituação de gestão e política de informação. A ética nas práticas informacionais. A gestão e delimitação de políticas públicas e privadas de informação.


B – DISCIPLINAS OPTATIVAS COMUNS AOS CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO

1. Abordagem Cognitiva da Ciência da Informação

Abordagem cognitiva da Ciência da Informação. A base teórica de abordagem cognitiva na CI. Protocolo verbal como método e técnica de pesquisa. Aplicação dos aspectos cognitivos na representação da informação

2. Arquitetura da Informação

Elementos filosóficos e teóricos da Arquitetura da Informação; Necessidades e comportamentos dos usuários; Estudos de interface; Organização e recuperação da informação; Sistemas de organização, navegação, rotulação e busca; Estruturas de representação; Arquitetura da informação aplicada aos espaços informacionais digitais.

3. Arquitetura da Informação Pervasiva

Estudo da Técnica e da Tecnologia. Estudo e categorização dos ambientes de informação. Análise das abordagens da Arquitetura da Informação. Relações entre pervasividade, ubiquidade e responsividade. Estudo dos Ambientes Informacionais Complexos. Introdução à Arquitetura da Informação Pervasiva. Análise conceitual da Arquitetura da Informação Pervasiva. Pesquisas e aplicações da Arquitetura da Informação Pervasiva em Ambientes Informacionais Complexos.

4. Big Data e a Sociedade da Informação

Definição e contextualização dos Dados. Ciclo de vida de dados. Curadoria. Padrões de metadados. Elementos de Big Data. Aspectos éticos e jurídicos. Repositórios seguros.

5. Competências em informação na sociedade em rede

Histórico e abordagens sobre competências em informação. Panorama internacional e nacional. A sociedade em rede e as tecnologias digitais de informação e comunicação da informação. Competências em informação no processo de busca, organização, gestão e uso de informação. Sistemas de aprendizagem para competências em informação.

6. Comunicação Científica

Formas de comunicação. Linguagens e discurso. Ciência: evolução e produção do conhecimento científico. Comunidade cientifica: variação de modelos, estágios e canais. Periódico científico. Comunidade cientifica: padrões comportamentais. Socialização/divulgação da ciência: recursos diversificados. Comunicação cientifica na era digital: Open Archives Initiative (OAI) Ou Inicativa dos Arquivos Abertos e Movimento do Acesso Aberto (Open Access ou OA).

7. Comunicação da Informação na Sociedade em Rede

A produção de conhecimento como resultante das relações sociais e a socialização da informação. A teoria e a prática da comunicação da informação. Forma e conteúdo da mensagem e canais de comunicação. O papel das tecnologias digitais na comunicação da informação. Barreiras na comunicação da informação.

8. Criação e Ampliação do Conhecimento

Teoria do conhecimento. A epistemologia polanyiana e a dimensão tácita do conhecimento. Conhecimento pessoal e inferência tácita. Conhecimento tácito e conhecimento explícito. Estratégias metodológicas para criação e ampliação de conhecimento

9. Cultura Informacional

Conceitos de Cultura.  Cultura organizacional. Tipologia cultural. Mudança cultural. Cultura informacional. Comportamento informacional. Diagnóstico de cultura informacional.

10. Economia da Informação

Perspectivas de análise da informação como recurso econômico/mercadoria. O desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação (www, hipertexto, html) e a Nova Economia. Economia, informação e capital versus leis de propriedade.

11. Epistemologia da Ciência da Informação

Condições epistemológicas do campo científico. Correntes epistemológicas da Ciência da Informação Propriedades da Informação. Objeto material. Objeto formal. Especificidade do objeto de estudo. Epistemologia Interdisciplinar

12. Ética e Responsabilidade Social

Ética e poder na sociedade da informação. Ética na produção da ciência. Ética da informação. Responsabilidade social universitária, no ensino, na pesquisa e na extensão.

Responsabilidade social, cidadania e diversidade. Ética e responsabilidade social na Ciência da Informação.

13. E-science no âmbito da Ciência da Informação

Informação, Ciência e Tecnologia.Produção científica.Ciência aberta e compartilhamento de dados. Aplicação de Metadados. Estruturas para a representação da informação.Infraestrutura Tecnológica. Gestão de dados em e-Science.

14. Gestão: Informação, Conhecimento e InteligênciaOrganizacionais

Sociedade da Informação e do Conhecimento. O Ambiente Organizacional. Organizações do Conhecimento. Fluxos da Informação. Gestão da Informação. Gestão do Conhecimento. Cultura organizacional e informacional. Inteligência Organizacional.

15. Gestão Estratégica da Informação

Informação como recurso estratégico das organizações (empresas, governo e organizações não-governamentais) e de outros coletivos sociais. A cadeia produtiva da indústria da informação: dispositivos, atores, artefatos e políticas para gestão da informação. A demanda de informação e a necessidade dos usuários. O comportamento do usuário na procura de informação estratégica.

16. Gestão da Segurança da Informação

Sociedade da Informação e do Conhecimento. Ativos intangíveis. Código de prática para a gestão da segurança da informação; Gestão de riscos; Continuidade do Negócio; Sistemas de gestão da Segurança da Informação; Auditorias em sistemas de informação; Segurança do Conhecimento; Direitos autorais e patentes.

17. Informação, Cognição e Conhecimento

Conceitos de informação, conhecimento, cognição e aprendizagem. Desenvolvimento intelectual, cultural e social. Aquisição de informação e construção do conhecimento. Teorias das ciências cognitivas. Interfaces entre ciências cognitivas e Ciência da Informação.

18. Informação, Conhecimento e Sociedade

Informação como produção humana; informação e conhecimento; informação e sociedade; revoluções tecnológicas e seus efeitos na sociedade.

19. Informação e Cultura

Teorias da cultura e aplicabilidade dentro do campo da Ciência da Informação. Informação como prática cultural. Diversidades sócio-culturais e identidades na contemporaneidade. Estudos culturais da informação.

20. Informação Imagética: Abordagens e Percursos:

Conceituação de imagem em suas diversas configurações. O papel da imagem enquanto suporte informacional e memorialístico. A dimensão social da informação imagética e seu poder sígnico. As diferentes temporalidades da informação imagética

21. Informação e Inclusão Social

A informação como fenômeno modificador de realidades. Os desafios da inclusão na sociedade em rede. O caráter epistemológico das ações de informação. Inclusão informacional para inclusão social. Ações de informação como políticas de inclusão social. A apropriação da informação para inclusão social.

22. Informação, Memória e Identidade

Categorização dos conceitos epistemológicos de memória;  a relação informação e documento; memória enquanto representação da informação cultural e elemento de construções; identitárias; lugares de memória; seletividade da memória.

23. Informação e Patrimônio

Diversidade conceitual de patrimônio; A aplicação do conceito de patrimônio junto aos estudos de informação; O papel social da informação patrimonial na formação e consolidação das identidades culturais; Processos de disseminação da informação patrimonial.

24. Informação e Propriedade Intelectual

Fundamentos da Propriedade Intelectual; Propriedade Intelectual e contemporaneidade; Direito Autoral; Propriedade Industrial; Licenças Públicas Gerais; Propriedade Intelectual e Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC); Propriedade Intelectual como Informação.

25. Interação Humano-Computador

Conceitos e fundamentação de interação humano-computador. Ergonomia de Software. Projeto centrado no usuário. Concepção de interfaces. Ferramentas de apoio à construção de interfaces. Usabilidade. Acessibilidade. Avaliação de sistemas interativos.

26. Métricas em Ciência da Informação

A informação como objeto quantificável. A Estatística aplicada aos estudos informacionais. Aspectos teóricos da Bibliometria, Cientometria, Infometria e Webometria. Leis de Lotka, Zipf e Bradford. Avaliação quantitativa informacional e científica. Métricas aplicadas.

27. Políticas de Informação

Estado e desenvolvimento social. Critérios, mecanismos e procedimentos de fomento à cultura, à ciência e à tecnologia. Políticas públicas e a produção da ciência. Políticas de ciência e tecnologia no Brasil.

28. Preservação da Informação Digital

Práticas e políticas de preservação da informação em ambientes digitais. Elementos para preservação do acesso a de informações digitais. Modelos de preservação de arquivos digitais. Atualização de metadados de preservação digital. Migração e conversão de formatos de softwares e de hardware.

29. Recuperação da Informação

Modelos de recuperação da informação. A eficiência e eficácia do sistema de recuperação da informação por meio da representação. Recursos de representação, busca e recuperação de informação na web. Indexadas automática e o processamento da linguagem natural e artificial na recuperação da informação.

30. Redes Sociais

Comunidades e redes sociais virtuais. Métricas associadas às redes sociais virtuais. Mineração de dados em redes sociais no ciberespaço. Teoria dos grafos. Aplicações de grafos na Ciência da Informação. Produtos de software para a visualização, análise e criação de grafos.

31. Redes Sociais na Comunicação Científica

A sociedade em rede.Tendências da Comunicação científica na web 2.0. Princípios à analise de redes sociais. Redes sociais e de colaboração científica.Introdução aSoftwares para análise de redes sociais. Análise de redes sociais em pesquisas no campo da Ciência da Informação.

32. Representação da Informação e do Conhecimento

Teoria da representação. A representação descritiva e temática da informação e do conhecimento. Linguagens e terminologia para a organização do conhecimento Instrumentos de controle terminológicos no contexto da representação e da recuperação da informação. Processos semióticos de construção de significados e produção de sentido.

33. Representação do Conhecimento e Ontologias

Lógica formal de primeira ordem; Ciência da Informação e Ontologias; Ontologias e representação do conhecimento; Linguagem XML; Modelos de Metadados; Modelo de dados RDF (Resource Description Framework); OWL (Web Ontology Language); Análise e aplicação de editores de ontologias; Construção de ontologias; Projetos de aplicações baseadas em ontologias.

34. Signo, Significado e Informação

Conceitos de signo, significado e informação; categorias de percepção dos signos; processos semióticos de construção dos significados e relações informacionais.

35. Sociologia da Informação

O fenômeno informacional como objeto de estudo sociológico; informação, conhecimento e ideologia; sociabilidades e relações de poder na sociedade da informação e/ou conhecimento; informação e mudança social; globalização e a informação/mercadoria.

36. Tecnologias da Informação e Comunicação

Abordagens contemporâneas do fenômeno tecnológico. O real versus o virtual. As novas concepções de tempo e espaço na contemporaneidade. Velocidade, instantaneidade e simultaneidade: a informação em tempo real. O excesso de informação e a desinformação. A credibilidade da informação na web. Controle e democratização da informação no ciberespaço.

37. Tecnologia da Informação na Ciência da Informação

Documentos digitais. Livros digitais. Bibliotecas/arquivos/museus digitais e/ou virtuais.

Realidade virtual. Ferramentas para tratamento e manipulação de bases de dados. Repositórios digitais, Hardwares aplicados em unidades de Informação CI. Ferramentas de Software aplicadas à CI. Sistemas de Informação. Redes de computadores. Internet e Web.

38. Usuário da Informação

Principais conceitos relacionados a usuários da informação e estudos de usuários. Perfis de diferentes tipos de usuários: necessidades e usos da informação. Estudos usuários como área de pesquisa e base para o desenvolvimento de serviços. Interface usuário/tecnologia. Diagnóstico de usos e necessidades de informação.

39. Tópicos Especiais I

Disciplinas com conteúdo variável, propostas pelos docentes, para atendimento de demandas específicas e pontuais que não se encontram atendidas nas demais disciplinas, com carga horária de 60 horas-aula, e aprovadas pelo colegiado do programa no semestre anterior à sua oferta aos discentes.

40. Tópicos Especiais II

Disciplinas com conteúdo variável, propostas pelos docentes, para atendimento de demandas específicas e pontuais que não se encontram atendidas nas demais disciplinas, com carga horária de 45 horas-aula, e aprovadas pelo colegiado do programa no semestre anterior à sua oferta aos discentes.

41. Tópicos Especiais III

Disciplinas com conteúdo variável, propostas pelos docentes, para atendimento de demandas específicas e pontuais que não se encontram atendidas nas demais disciplinas, com carga horária de 45 horas-aula, e aprovadas pelo colegiado do programa no semestre anterior à sua oferta aos discentes.

42. Tópicos Especiais IV

Disciplinas com conteúdo variável, propostas pelos docentes, para atendimento de demandas específicas e pontuais que não se encontram atendidas nas demais disciplinas, com carga horária de 30 horas-aula, e aprovadas pelo colegiado do programa no semestre anterior à sua oferta aos discentes.

43. Tópicos Especiais V

Disciplinas com conteúdo variável, propostas pelos docentes, para atendimento de demandas específicas e pontuais que não se encontram atendidas nas demais disciplinas, com carga horária de 30 horas-aula, e aprovadas pelo colegiado do programa no semestre anterior à sua oferta aos discentes.