Você está aqui: Página Inicial > Contents > Documentos > Publicações > Dissertações > ESTRATÉGIAS DE RECRIAÇÃO DO CAMPESINATO NO MUNICÍPIO DE CABACEIRAS - PB
conteúdo

ESTRATÉGIAS DE RECRIAÇÃO DO CAMPESINATO NO MUNICÍPIO DE CABACEIRAS - PB

por Ana Bernadete de Carvalho Accioly Soares última modificação 18/01/2017 02h12
Dissertação apresentada como requisito à obtenção do grau de Mestre em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal da Paraíba, sob a orientação da Professora Dra. Maria de Fátima Ferreira Rodrigues. Resumo: Os camponeses no Brasil têm sua história marcada pela exclusão, submissão e por lutas que envolveram as populações do campo, os senhores de engenho e, até os dias atuais, os grandes proprietários de terras. Porém, no acirrado debate que ocorre na academia, alguns julgam que o camponês está em vias de extinção, que significa atraso, barbárie, tendendo a desaparecer ou ser transformado em “agricultor familiar” pelo avanço e fortalecimento do capitalismo no campo. Outros entendem a existência do camponês a partir de sua resistência, cujo cerne está na lógica desigual e contraditória do desenvolvimento do capitalismo no campo, o que possibilita pensar o campesinato a partir de seu processo de recriação. Esta pesquisa teve o objetivo de resgatar o camponês e os significados de sua terra, trabalho e família, bem como trazer à luz as estratégias – especificamente procedentes da caprinocultura – por ele adotadas a fim de garantir sua reprodução social, sua recriação. Nesta situação colocada, analisaremos o artesanato e o beneficiamento de leite de cabra, não como exercício de pluriatividade, mas como o resgate de tradições, inventadas ou não, para atingir o objetivo de permanecer na terra e dela tirar seu sustento e de sua família, que consistem em objetivos primordiais da cultura camponesa.

application/pdf ana_bernadete.pdf — 14536 KB