Você está aqui: Página Inicial > Contents > Destaques > Workshop mostra avanços de Microbiomas na Agropecuária

Notícias

Workshop mostra avanços de Microbiomas na Agropecuária

publicado: 23/11/2018 11h10 última modificação: 23/11/2018 11h11
Workshop sobre microbianas

Workshop sobre microbianas

Acontece no Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba (CCA/UFPB), Campus II em Areia, de 27 a 29 deste mês, o workshop “Revolução Microbiana: Avanços dos Estudos de Microbioma na Agropecuária”. As atividades serão desenvolvidas no prédio central do CCA.

 Nesse workshop serão abordados temas relevantes para o entendimento de microbiomas vegetais e animais, inclusive aspectos práticos de metodologia analítica e interpretação de dados de sistemas microbianos complexos.

 O objetivo desse workshop é introduzir o tema aos jovens estudantes e possibilitar, simultaneamente, o aprofundamento de conhecimentos sobre microbiomas e bioinformática aplicada à análise de dados gerados por sequenciamento de alto rendimento (NGS), através de treinamento prático e estabelecimento de redes de colaboração.

 Microbiomas

Os micro-organismos desempenham papel extremamente relevante na agropecuária, regulando funções essenciais para o crescimento de plantas e animais. O conjunto de micro-organismos (bactérias, árqueas, fungos, protozoários e viroses) que vivem associados às plantas ou animais é denominado microbioma. A compreensão da organização e funcionamento de microbiomas é fundamental para o desenvolvimento de novas tecnologias para aumento da produção vegetal e animal, de forma mais eficiente e sustentável, mais compatíveis com os desafios globais de segurança alimentar, mudanças climáticas e limitações de recursos. É a nova revolução na produção de alimentos.

 “Revolução Microbiana: Avanços dos Estudos de Microbioma na Agropecuária” tem o apoio do CCA, Programa de Pós-Graduação em Zootecnia (PPGZ) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

 Mais informações pelo correio eletrônico: workshopmicrobioma@gmail.com; ou no link.