Você está aqui: Página Inicial > Contents > Páginas > Eixos Temáticos e Formato
conteúdo

Eixos Temáticos e Formato

por mateus publicado 30/05/2016 12h11, última modificação 02/10/2016 17h31

EIXOS TEMÁTICOS

O URBICENTROS V - centralidades periféricas/periferias centrais se propõe dar ênfase às experiências de participação, como fundamentos imprescindíveis aos projetos urbanísticos na cidade contemporânea, e às articulações estabelecidas entre o campo da arquitetura e do urbanismo com áreas correlatas, como antropologia, história, direito, sociologia, geografia e artes. Focados nesse aspecto multidisciplinar, os eixos temáticos se verterão sobre a MEMORIA URBANA, enquanto compreensão dos processos históricos, a ASSISTENCIA TÉCNICA, enquanto ferramenta participativa de intervenção nos espaços públicos e privados e o DIREITO À CIDADE, enquanto instrumento de transformação do espaço urbano, para torná-lo palco do exercício pleno da cidadania.

[ I ] MEMÓRIA URBANA

                     "Se espichando

                alastrando

feito bicho

             fixo

à borda do rio.

Fruto intuitivo

sargaço vivo

no seio da cidade.

Como se fosse servo

fluvial de tempo

que ali desdobra

em seu hábito mítico,

               margens,

               ensilagem

                       porto"

Os Centros Históricos, enquanto fonte de conhecimento da História, da Arquitetura e do Urbanismo são considerados uma importante elemento para a compreensão para a preservação da memória e para as reflexões sobre as perspectivas da arquitetura. Nesse eixo temático, visamos reunir pesquisadores que se debrucem sobre o conhecimento da memória e dos processos históricos da construção das cidades e de sua arquitetura, levando em conta a atuação dos diferentes agentes: públicos, sociais e privados. Espera-se que seus trabalhos possam fornecer subsídios para a definição de estratégias de gestão, reabilitação, conservação e de acesso ao patrimônio cultural, que considerem indissociáveis suas dimensões formais, materiais, sociais, e simbólicas.

 [ II ] ASSISTÊNCIA TÉCNICA

"Além, do peitoral do mangue,

becos, ladeiras, mural de plantas

                     rasteiras.

Casa de tijolo, longas janelas,

se esvai seu olho diuturno,

          atento em cada canteiro,

                  escada,

          por corredores umbrais e mesas

          de mármore ungidas de palavras tesas,

          saudades sempre saudades”

 

As populações de baixa renda que habitam nas áreas centrais de diversas cidades brasileiras, se vêem hoje ameaçadas de remoção, dentro de uma lógica higienista e gentrificadora, para dar espaço a empreendimentos de grande vulto e de espetacularização. Na contramão dessa tendência, a aplicação da Lei Federal 11.888/2008 da Assistência Técnica Gratuita para a população de baixa renda, tem atuado no sentido de apoiar a permanência dessas comunidades, desenvolver projetos de moradia digna que viabilizem perspectivas de integração à cidade e aos benefícios coletivos. A formação profissional e cidadã dos arquitetos e urbanistas assume uma importância de proeminência impar para a conquista social do direito à cidade dessas populações. Esse eixo temático visa trazer ao debate pesquisas e experiências de assistência técnica em arquitetura, urbanismo e áreas afins, que contribuam de forma significativa para avanços teórico-metodológicos na discussão e práticas inovadoras, nesse campo de atuação, que relacionem conhecimento e prática, numa perspectiva crítica e propositiva, por cidades melhores e mais justas.

 [ III ] DIREITO À CIDADE

"Descambando para um lado,

palmo a palmo

geografia dos alagados:

a cidade baixa

impunha-se

aos obstáculos

d’ancoradouro

                  sonhado

 

Inútil tentativa, hoje irrecorrível

contudo a velha artéria irredutível

suportou conviver sem ele, até agora.”

 

Neste eixo temático pretendemos ir além da discussão acadêmica criando uma ponte de interlocução entre práticas e experiências de natureza urbanística e arquitetônica, que envolvam a vida pública, o poder institucional, os movimentos sociais, políticos e artístico-culturais, que tenham um histórico de pensamento e ação em relação aos problemas urbanísticos, de busca de ampliação dos espaços de criação e gestão participativos, somado seus papéis nas transformações sociais democráticas. Queremos debater os efeitos do neoliberalismo nas cidades contemporâneas, as insurgências urbanas na história recente, as intervenções urbanas autoritárias, os megaeventos, as requalificações urbanas e as novas configurações das lutas sociais. Bem como as soluções/programas/movimentos sociais de resistência às políticas autoritárias e alternativas participativas em projetos de planejamento e de gestão dos espaços públicos e habitacionais, quase sempre alvos de intervenções gentrificadoras, seja de moradia ou de consumo.

COMUNICAÇÕES - FORMATO

Rodas de Comunicações:

 

Eixo Temático
Memória Urbana

Eixo Temático
Assistência Técnica

Eixo Temático
Direito à Cidade

8 de novembro 2016

 5 exposições orais
10 participantes debate

 5 exposições orais
10 participantes debate

 5 exposições orais
10 participantes debate

9 de novembro 2016

 5 exposições orais
10 participantes debate

 5 exposições orais
10 participantes debate

 5 exposições orais
10 participantes debate

10 de novembro 2016

 5 exposições orais
10 participantes debate

 5 exposições orais
10 participantes debate

 5 exposições orais
10 participantes debate

Total artigos

15 exposições orais
30 participantes debate

15 exposições orais
30 participantes debate

15 exposições orais
30 participantes debate

De acordo com o quadro acima, serão selecionados no total para o URBICENTROS V, 45 artigos para exposição oral e 90 artigos para participação ao debate