Você está aqui: Página Inicial > Contents > Notícias > Controladoria Geral da PMJP fará concurso público para nível superior e médio
conteúdo

Notícias

Controladoria Geral da PMJP fará concurso público para nível superior e médio

O plano criou ao todo 20 cargos efetivos no órgão, sendo 10 vagas de auditor municipal interno (nível superior) e 10 de técnicos de controle interno (nível médio).
publicado: 22/03/2017 23h25, última modificação: 22/03/2017 23h25

A Controladoria Geral do Município (CGM) de João Pessoa vai abrir, ainda este ano, concurso público. O projeto de lei de criação do Plano de Cargos e Carreira da CGM foi aprovado em sessão ordinária na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), na manhã desta quarta-feira (22). O plano criou ao todo 20 cargos efetivos no órgão, sendo 10 vagas de auditor municipal interno (nível superior) e 10 de técnicos de controle interno (nível médio). A previsão para abertura das inscrições é em junho desse ano.

“É a primeira vez, em João Pessoa, que haverá concurso público e provimento de cargos nessa área. O feito aperfeiçoará as ações de auditoria, transparência do gasto público, ouvidoria e combate à corrupção, fortalecendo ainda mais o acompanhamento da gestão orçamentária, financeira e patrimonial do município, atendendo aos anseios da população de João Pessoa”, destacou o controlador-geral do Município, Severino Queiroz.

O controlador ainda explicou quais serão as próximas etapas para a realização do concurso. “Será criada uma comissão para operacionalização do concurso. Após isso, abriremos processo de contratação da empresa responsável por sua elaboração, para em seguida partiremos para as fases de aplicação das provas, divulgação dos resultados, homologação do concurso, convocação dos aprovados e, por fim, as respectivas nomeações”, esclareceu.

A remuneração inicial para nível superior (auditor) chega até R$ 5 mil e é aberta para candidatos graduados em qualquer formação acadêmica. Já para nível médio, a remuneração inicial é até R$ 2,5 mil. Os profissionais trabalharão em ações do controle interno, transparência pública, ouvidoria e combate à corrupção, promovendo o constante monitoramento da gestão pública e da transparência nas gestões direta e indireta da Capital.